*** Tudo o que fizermos, para o bem ou mal, a nós retornará triplicadamente e nesta encarnação. ***

Quer ser um bruxo?

sábado, 1 de dezembro de 2012


Quando caminhamos pelo caminho da arte, é comum encontrar alguém que diga:
_ Quero ser um bruxo também, quero me iniciar em bruxaria!




É intrigante como existe ainda na sociedade, o não reconhecimento da bruxaria como religião. Certamente, a WICCA, assim denominada a religião pagã dos bruxos, é um caminho que não se escolhe seguir por achar legal a prática. É algo que nasci consigo. Assim como em todo caminho espiritual que se escolhe seguir, a religião da Deusa é mais uma que se deve ser reconhecida e respeitada com extrema seriedade. Vivemos em uma sociedade em que há predominância de certa religião, mas os aspectos que nos trazem a WICCA são notáveis. 
A primeira coisa que se pode ser observada, é a não aceitação da prática espiritual que lhe é imposto. Exemplo:
Uma criança nasce em família cristã, mas desde pequena sempre foi muito ligada aos ciclos da natureza, adora a presença de animais e acredita se comunicar com eles. Quando toca a terra com os pés, sente a energia que há nela. Brincar de magia não é algo que deve ser descartado nesta faixa etária. Muitas vezes são aspectos que trazemos de vidas passadas e mesmo sem conhecer a arte nesta vida, temos as lembranças de outra.
A difamação da nossa religião é algo que nos impede expandir. Gostaria de claramente ressaltar que não adoramos o diabo e nem reconhecemos essa imagem. Ser um bruxo é algo muito gostoso e não se em o que falar, pois nem nós conhecemos ainda todos os mistérios que existem neste caminho maravilhoso. Na verdade ainda somos crianças da Deusa. Os deuses falam todas as línguas e estão presentes no nosso dia a dia.  A simpatia com a bruxaria não deve ser confundido com o chamado da Deusa, entretanto, abra bem os ouvidos para que você possa escutar claramente o seu chamado!
Alguns covens não concordam com o que irei dizer agora, mas para mim a Wicca é uma religião espontânea onde cada período da caminhada parte de você. Não importa se têm 10, 20, 30 anos na religião, o que importa é ser o que você aprendeu dentro dela e deixar que as pessoas aprendam como você um dia aprendeu. Se estás se sentindo preparado para iniciar um período de dedicação, comece a estudar à respeito da religião e até mesmo dos fatos históricos religiosos. Sinceramente, não concordo com as formalidades das "regrinhas" de como ser um bruxo. Ser bruxo é exatamente o que flui da alma, se fosse para sermos impostos a alguma coisa, seriamos todos cristãos, me desculpe.
Há ainda, os que pregam “ter sacerdotes escolhidos que se comunicam com o divino”; enfim, também é algo relativo, pois se nós somos partes do divino, não somos colocados rebaixados a ninguém, somos iguais perante os deuses. Se você achou legal a arte; que bacana, aprofunde-se mais nos estudos, porém não seja apressado; apenas se sentir a necessidade de adiantar-se, afinal, cada um conhece a sua busca e o caminho que percorreu até aqui.  




"A minha religião é a liberdade, minha inspiração à natureza e o meu ideal é a arte."

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Peço perdão àqueles que possa ter omitido os créditos e peço que, por favor, avise para que possa ser creditado.
Cidade de Vênus © 2013